Páginas

27 maio 2009

Formatar? Qual sistema escolher. Linux ou Windows?



A maioria dos usuários que tentam migrar para outros sistemas além do Windows sentem uma grande diferença de plataforma.
Buscam ansiosamente por uma plataforma gráfica parecida com a do sistema anterior para não desistir tão cedo ou então por receio de não achar tão fácil a migração. Alguns fazem o certo. Usam os livecds e se gostarem, instalam em sua máquina por completo ou em DualBoot.
Agora me pergunto o porquê desse medo?
Simples. A própria imagem negativa que o sistema GNU/Linux levou perante o começo de sua história.
Todos os viram como sistema para nerds ou para profissionais do ramo e na sua totalidade não o são. Devemos perceber que isso está mudando e agora o mundo da TI começa despertar para o sistema que tantos rejeitavam e que agora entendem o porque de várias pessoas dizerem a mesma frase: - Estou migrando para o sistema de código aberto.
Mudando de cenário. Há muitos usuários que tiveram o seu primeiro contato com a informática com sistema operacional GNU/Linux. Não preciso falar de vários projetos de inclusão digital espalhado pelo Brasil, mas porque rejeitavam esse sistema operacional? Deve haver algum problema.
Então digo que há , mas não com o sistema e sim com a própria imagem relacionada ao sistema de código aberto. Falta investir em marketing para reverter essa taxa de rejeição. Devem ter mais congressos, palestras e mais investimento governamental. Muitas faculdades usam, mas não vejo muita divulgação.
Existem vários eventos acontecendo, os quem sabem são assinantes de newsletters sobre o assunto ou porque fazem parte da própria comunidade.
Vocês já viram algum outdoor dizendo que haverá palestra sobre Software livre e instalação gratuita de sistema operacional?
As feiras de software livre estão acontecendo, mas ainda a parte de marketing está sendo esquecida.
Uma boa sacada de marketing foi na Campus Party onde vi que os aplicativos open source tiveram o seu lugar seja em palestras ou em competições.
A maior taxa de rejeição se faz presente quando o usuário do Windows tenta igualar a plataforma com seus programas e ferramentas com o sistema GNU/LINUX. Não veem que também pode aprender a usar outro sistema operacional e assim aumentando o seu conhecimento na área da tecnologia. Simplesmente se não for Windows não presta.
O sistema GNU/Linux não é Windows. O usuário de sistema de código aberto faz com louvor muitas atividades que um usuário Windows fariam, mas mesmo assim não é Windows.
Outra coisa que mancha a imagem do GNU/Linux são as montadoras de computadores que colocam um sistema aberto como uma imitação barata do Windows e ainda por cima defasada. Posso citar a CCE onde boa parte dos notebooks ou desktops vêm com o sistema operacional com a versão defasada do seu Satux 1.5 (já saiu a versão 1.7) com sua plataforma gráfica KDE como se fosse o Windows. Deixo claro que não estou falando mau do KDE onde por muito tempo usei e recomendo, mas critico a mentalidade dos desenvolvedores que elaboram um sistema como se fosse o Windows. Falta um pouco de criatividade.
Dias atrás um cliente veio com um notebook CCE Win com Satux para formatar e colocar o Windows XP, mas fiquei surpreso que o cliente queria deixar os dois sistema, pois achou o Satux bonitinho. Respondi de imediato que não tinha Windows e se colasse seria um Windows pirata e afirmei que não o faria. Com os olhos arregalados o cliente disse: - Como você não tem o Windows?
Expliquei sobre a licença do Windows e que a mesma custaria R$ 400,00.
O cliente pensou que eu estava cobrando o valor da licença pelo serviço e então esclareci que era do sistema operacional, mas disse que tinha uma solução que serviria e ainda por cima era de graça.
Ele disse: - De graça? Respondi. De graça. Só vou te cobrar pela formatação e pelo suporte.
Ele Gostou da ideia e quis o meu serviço.
Dias atrás ele ligou e falou que o sistema é fácil de usar, mas não estava conseguindo instalar alguns programas e que de vez enquando tinha problemas com o hotmail. Então deu uma prévia sobre os pacotes da distribuição e sobre o “cartel Microsoft”. Ele entendeu e falei que têm o Gmail e funciona muito bem com o Firefox.





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget